domingo, 27 de maio de 2012

A moça com o copo de água


Vocês já se sentiram envoltas em plástico bolha? É uma sensação esquisita, que tira a noção de realidade no cotidiano, como se as coisas acontecessem sempre com um personagem que não sou eu. 
Acredito que essa minha realidade tenha algo a ver com o cansaço, com o excesso de coisas para fazer e sobre as quais pensar que eu tenho tido. Às vezes tenho impressão de que meu cérebro virou algodão. 
Esse meu cansaço, esse isolamento, a dificuldade de interagir com outras pessoas, mesmo as mais queridas: quão protegida eu me sinto! Mas o que me protege, também me prende. 
Tenho vontade de conviver, de abraçar e conversar, mas o super aceleramento da minha mente no final da no mesmo de que se ela estivesse parada. Me leva a imobilismo, eu sinto as correntes que me prendem, mas não consigo decidir sobre como me movimentar. 
De verdade, o que eu tenho sentido é que existe uma parede entre eu e todas as outras pessoas do mundo, então me obrigo a sorrir, dar bom dia e fazer piadas. Até programei uma festa. 
Mas não é como se eu me sentisse parte do todo. Se vocês já assistiram "O Fabuloso destino de Amelie Poulain" devem lembrar do diálogo:

Dufayel -Nesses anos todos, o único personagem que ainda não consegui captar… é a moça com o copo de água. Ela está no centro e, no entanto, está fora.
Amélie - Talvez ela seja diferente dos outros.
Dufayel - Em quê?
Amélie - Não sei. Quando era pequena, não devia brincar com outras crianças. Talvez nunca. Ou ela queria resolver a bagunça dos outros.
Dufayel - E quem vai arrumar a bagunça da vida dela?


3 comentários:

AnaCristina disse...

eu me sinto assim as vezes

Adelaide Araçai disse...

May eu não me sinto assim eu sou assim ...amo a solidão dentro da multidão. Tenho uma carrapaça que me protege do mundo...rsrs (doce ilusão...rsrs)

Muita Luz e Paz
Abraços

patty disse...

É bom não se doar demais. Bem, pelo menos para qq um. Há colegas, há amigos, há graus de afeição e de confiança. Não vejo nada de errado com a "carapaça", ou com a rede de proteção. Nós temos múltiplas facetas. Vc é igual no trabalho e em casa? Eu não sou. Bj.