terça-feira, 15 de março de 2011

Um amor em meus braços - Rebbeca Winter

Pois é, eu estou sempre aqui contanto um pouco da minha vida, um pouco do que vejo ou leio, mas nunca contei para vocês como eu simplesmente ADORO romances de banda de revista. Sério, podem falar que é previsível, que é literatura barata pra dona de casa entediada, digam o que quiserem, esses livros me fizeram, e fazem companhia ao longo dos anos, me ajudando a sonhar com o príncipe enquanto  ele não havia chegado, me transportando pra outros lugares, de divertindo e emocionando - sim, eu choro, e muito, lendo-os.

Isso posto, descobri uma proposta chamada Maratona de Bancas, e é claro não podia deixar de me inscrever: cada mês do ano tem uma proposta de tema para a leitura, e o do mês de março é "Nem tudo é perfeito", dando a idéia de escolher um livro que o mocinho ou a mocinha tivessem defeitos, mas mesmo assim conseguissem ficar junto. Não é muito como a vida real?! 
Pra começar então, eu escolhi o livro  Um amor em meus braços (The duke's baby) da Rebbeca Winter, de quem eu nunca havia lido nada. Vou colocar a sinopse pra vocês, e depois faço meus comentários particulares, certo?!

Sinopse:
Lance Malbois, descendente de linhagem de reis, é um militar rude, que volta ao lar com cicatrizes no corpo e no coração. Mas seu lado sonhador, apesar de enterrado sob as mágoas do passado, jamais desistiu de constituir uma família... A fotógrafa Andrea Fallon é uma mulher solitária, que mergulha no trabalho para afastar a tristeza pela morte do marido. No entanto, ao se descobrir grávida, decide dar a seu bebê a família que jamais teve... mesmo que tivesse de unir sua vida a de um outro homem para sempre...
O que eu achei:
Bem, falando de tudo que não é perfeito, Andrea, recém-viúva, teve um casamento morno pois foi considerada infértil, o que diminiu o interesse do antigo marido. Richard. Mesmo assim, em busca de si  mesma e como forma de homenagear o defunto, ela parte para a França,  querendo terminar o livro que o estudioso Richard morreu antes de terminar. Lá, rodeada pelas histórias de Sir Lancelot e o carinho de seu anfitrião - o pai de Lance- ela começa a se recuperar. Porém, muitas questões ainda estão por ser resolvidas: com seu pai doente, Lance volta pra casa depois de dez anos servindo ao exército para fugir de sua meia irmã perturbada, que se convenceu de que eles iriam se casar. O que não se sabe, e se descobre mais tarde, é que Lance é infértil devido a um acidente na guerra, e que  Andrea está grávida do marido morto, num mliagre que o livro não explica. Unindo a sua vontade de ser pai, à necessidade de ter um filho para ser o próximo Duc de Lac, Richard pede Andrea em casamento, um casamento aparentemente de conveviência, mas que tem tudo pra se tornar realidade!
Eu particularmente gostei bastante do livro, principalmente porque sou aficcionada pela história de Sir Lancelot e a Guinevere (qualquer hora quero falar aqui sobre As Brumas de Avalon, minha versão preferida), e Lance (isso, de Lancelot mesmo) é o homem perfeito, gentil, carinhoso, um pai perfeito, que faz tudo pra proteger aqueles que ama. Vale a pena perder duas horinhas.

Quem quiser ler, pode baixar aqui.

Um comentário:

Suzala Moura disse...

Nunca ouvi falar...!! Mas vale dá uma conferida...beijos