domingo, 20 de março de 2011

Sobre domingos e ciclos


Eu acredito piamente no fato de que quem inventou de dividir o tempo era um otimista nato. Novas semanas, meses, anos, novos dias, são sempre uma oportunidade de recomeçarmos e darmos chance para a mudança. O que quem inventou esses sistema não sabia era a ansiedade que iria se criar no dia anterior ao novo começo: na véspera de ano novo, todo mundo solta fogos, faz promessas, se sente mais benevolente, diz que ama,a abraça desconhecido. Pode ser que não mude nada, que o ano novo seja só uma ilusão pra nos dar forças pra viver mais um e outro... Agora, alguém me explica o porquê disso não acontecer com as semanas?
Hoje é domingo, um dia querido meu, geralmente acompanhado por um doce sentimento de melancolia, e às vezes, só às vezes, aos domingos me dou ao direito de pesar escolhas e me sentir nostálgica, de questionar decisões e reavaliar sentimentos e, especificamente nesse domingo, hoje, começa um outro ciclo da minha vida: amanhã além de ser segunda-feira, ainda é a primeira depois da volta das férias. Isso significa nada de dormir e acordar tarde, nada de tv a cabo e pc o dia todo. Nada de junk food, ou pelo menos, bem menos. Significa menos tempo pra pensar, pra ler, pra passar com o namorido e com a família. E por falar em família, outro ciclo se encerra: depois de 5 meses de licença em casa, minha mãe está voltando pra Brasília amanhã de manhã e eu já estou sentindo saudades. Vocês não tem noção do tamanho do meu amor que eu tenho pela minha mãe. A Dona Myrthes é uma mulher forte, inteligente e tem o maior coração do mundo, às vezes, eu acho que ela é toda coração. Eu tenho um orgulho danado dela, e conviver com ela é uma das maiores alegrias que eu tenho, alegria a qual me acostumei e com a qual vou ter que desacostumar nesse novo ciclo.
Enfim, força, alegria, sabedoria e muita paciência pra todo mundo levar a segunda-feira leve...

4 comentários:

Adriana Alencar disse...

É uma pergunta interessante, acredito que seja bastante cultural. Na Grécia, onde morei até recentemente, sempre se deseja boa semana e bom mês e, quando troca a estação, bom inverno ou bom verão. Aliás, acho que se deveria fazer votos de coisas boas sempre, mas para lembrarmos essas comemorações dão uma ajudinha!
Beijo
Adri

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Mayara. Vc tem razão, foi uma boa ideia essa de dividar o tempo..

Toda segunda de manha pra mim é um novo começo. Hj msm acordei desanimada, ontem a noite me bateu um banzo e fiquei a lamentar.. "oh vida..." Mas sabe, eu pensei: vou continuar tentando, quero q essa semana seja boa, se eu tentar com certeza já vai ser mto melhor do q seria se eu me entregasse ao desanimo.

Ah, sobre sua mãe, eu entendo tudo. Eu amo a minha mãe demais, ela é um pedaço enorme de mim. Tinha mto medo do qto iria sofrer por estar morando longe dela, mas sabe, estou levando numa boa. Sei q isso vai ser bom no final. Como vc mesma disse: "quanto mais difícil uma experiência, maior a recompensa final."

Beijo grande!

Ni disse...

Não querendo ser do contra, mas não tenho muito isso de "segunda-feira eu começo tal coisa". Minha história é mais "amanhã eu começo". O problema é chegar o tal do amanhã, rsrs

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Oi Mayara!
Quase todos os dias de manhã (digo quase porque muitas vezes levanto atrasada! kkk) eu sento na cama antes de me levantar e penso: tenho mais um dia, que bom!!
Valorizo cada dia que ganho, pois é mais um dia de experiências novas e mais um dia ao lado do meu marido que tanto amo.
Quanto à sua mãe, parabéns pelo amor e admiração que sente por ela. Infelizmente ainda existem muitos filhos ingratos que só passam a valorizar suas mães depois que elas se vão.
Um beijo com carinho!