quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Família


Eles são loucos, barulhentos e gostam de se intrometer na nossa vida, mas não tem ninguém que te queira tão bem ou esteja sempre disponível quando você precisa. Palavrinha de sete letras e que encerra significados mil. Eu amo a minha, acima de tudo. Tenho uma família enorme: minha mãe teve cinco filhos, e minha avó, sete. Consequentemente tenho dezenas de primos e tios, das mais variadas personalidades, idades e manias. Creio que os familiares são nossos primeiros amigos, e se conseguimos continuar juntos, serão sempre os mais próximos: nós sempre conhecemos os defeitos e qualidades e sabemos o que esperar, assim só nos decepcionamos se quisermos. Uma das memórias que me traduzem o amor e cuidado da minha família é a que tenho da minha colação de grau: eu fiquei emocionadíssima de ver todos os meus queridos viajarem 400 kms e estarem lá, me ovacionando e me fazendo sentir tão protegida do mundo. Porque proteção conta muito: não só nas horas boas eu conto com a minha família, mas quando preciso chorar também – como há umas semanas estavam todos em casa tomando cerveja e vendo jogo, toca o telefone falando que minha mãe havia se machucado, e nós todos acabamos a tarde assistindo o jogo na sala de espera da Unimed e comentando das correrias passadas para outros hospitais. Meu casamento, eu creio, é uma das maiores provas de como minha família “viaja nas minhas viagens”: eu inventei o tema e, apesar das piadinhas constantes sobre Adão e Eva, tá todo mundo empolgadíssimo, escolhendo fantasia e se divertindo. Falando em casamento e em família, trouxe hoje o cardápio do casamento para vocês verem, fiquei muito feliz com a arte, feita de novo pela minha irmã-heroína-e fada madrinha Nany! Palpitem aí nos comes, gente!


6 comentários:

Nany disse...

Nossa família é mesmo o máximo! Eu sinto muita falta de ter vocês por perto. Estar tão longe é muito ruim! Amo vc! Beijos

patty disse...

Mayara, minha família não é assim não, sorte sua, viu?
Passei aqui para desejar feliz aniversário.
Não consegui ler o cardápio ainda;) Internet ruim..
Bjs.

patty disse...

Hum, agora eu vi o cardápio, que delícia!

Dany, Danielle disse...

Vim conhecer seu blog e estou te seguindo pra poder voltar mais vezes.
Beijos e bom FDS.

Dany, Danielle

Flor Baez disse...

Oi Mayara! Minha família é tão grande quanto a tua! É muito gostoso, mas também há muitas cobranças. Acredito que temos a família à justa e medida para nossa evolução. Família grande nos faz ser mais generosos, paciente, tolerantes... etc, etc, etc.

Adelaide Araçai disse...

Aqui minha família parece aquelas familias italianas de filmes onde todos falam alto, dão muita risada, brigam e segundos depois estão abraçados. Se um fica mal a familia se junta para dar apoio... se erra a familia se junta para dar bronca...rsrs
Muita Luz e Paz
Abraços