quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O homem é seu próprio jardineiro (James Allen)

-->
Amadurecer antes do tempo é perigoso e solitário. Se quando as árvores se enchem de frutos pode-se encontrar crianças, centenas de passarinhos e eventuais adultos menos tímidos disputando as pitangas, o risco que se corre ao ficar vermelha sozinha é acabar na calçada, amassada, cheia de formigas e inútil. Tem algo de melancólico em passar por uma árvore e ver uma única fruta caída sozinha, como se a sua missão não se tivesse realizado: não alimentou ninguém, não virou perfume e, caída sobre o concreto, também não vai germinar, como se sua breve existência não tivesse sentido, sem tocar nenhuma coisa. E talvez esteja na essência da vida das pitangas: não ter sentido.
Estranho como um passeio de ônibus por um bairro arborizado faz a gente pensar na vida. E ter medo.

"Se te contentas com os frutos ainda verdes,
toma-os, leva-os, quantos quiseres.
Se o que desejas, no entanto, são os mais saborosos,
maduros, bonitos e suculentos,
deverás ter paciência.
Senta-te sem ansiedades.
Acalma-te, ama, perdoa, renuncia, medita e guarda silêncio.
Aguarda.
Os frutos vão amadurecer."

5 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Mayara,
Eu fui obrigada a amadurecer muito cedo, pois fui mãe muito cedo e vc tem razão, foi mesmo perigoso e solitário. Não recomendo a ninguém.
xoxo

Gosto disto!

Adelaide Araçai disse...

Sábias palavras, que nos levam a meditar profundamente.
Abraços

patty disse...

Eu não tenho resposta, pelo menos não aqui;) Tudo isso veio de um passeio de ônibus e de uma pitanga caída na calçada? Estou refazendo o trajeto mentalmente.

patty disse...

Ahn, no título está escrito "jardineito". Só corrige para que o post fique perfeito.

Kinha disse...

Faz sentido.