domingo, 3 de abril de 2011

Porque ninguém é uma ilha

desajustado adjectivo
1. que se desajustou
2. pouco apropriado
3. inadequado, que não cumpre a função que lhe foi atribuída
4. desarranjado
5. que manifesta inadaptação


Eu sou definitivamente uma desajustada social. Coisas como cumprimentar pessoas oufazer uma ligação para alguém desconhecido sempre irão me exigir mais esforços do que para qualquer outra pessoa. Pelo trabalho, tenho me exposto bem mais do que o comum, e tenho conseguido trabalhar um pouco isso, afinal lido com público o dia todo, mas acho que nunca deixarei de sentir aquele friozinho na barriga antes de tirar o fone do gancho. Sabe o que é engraçado? Eu sei exatamente porque eu sou assim e não me orgulho nem um pouco: além de perfeccionista, eu sou muito orgulhosa. Quer um exemplo simples? Às vezes nós cometemos gafes, ficamos sem graça no momento, depois que passou a gente até consegue rir, certo? Não comigo. Eu tenho um catálogo interior de gafes que até hoje quando relembro me deixam com vergonha, taquicardia e vontade de me explicar para a pessoa afetada. A mais antiga de que me lembro, eu devia ter uns nove anos (devem existir outras anteriores, mas não vou me torturar pensando no assunto) minhas mãe me fez uma pergunta qualquer, tipo: 
-Mas foi isso que ele disse, literalmente?
Eu respondi algo como: "- É, quase literalmente...."
Minha mãe com todo jeito do mundo me explicou que literalmente significa "na íntegra", educadamente claro, mas eu nunca pude me perdoar por não conhecer a expressão no momento que precisava dela. Entende o que eu digo? Eu SEI,  racionalmente, que eu não precisava saber o significado da expressão naquela época  mas, mesmo assim, não consigo me convencer de que se eu tivesse lido mais, prestado mais atenção, etc etc, já teria conhecido. Loucura, não?
E não para por aí: sabe outra coisa de que eu morro de medo? Que pessoas próximas a pessoas próximas de mim morram. Sério, eu penso não só no sofrimento das pessoas, mas também em como eu deveria me comportar. Aliás, metade da minha vida é gasta imaginando situações hipotéticas e como seria o jeito correto de me comportar então: o que a gente faz com alguém querido que perdeu alguém mais querido ainda? O que fala? Pra começar, eu sou da opinião que conhecidos e colegas de trabalham não deveriam invadir o velório ou enterro alheios, pois se fosse o meu caso, gostaria de me sentir a vontade com a minha dor, sem ninguém para assisti-la. É compreensível ou só outro caso de esquisitice mayarística?
Passando para temas mais leves, vocês acreditam que até hoje eu não fui no auto-escola para tirar minha carteira de motorista? Eu passo em frente toda semana, acho que tá muito cheio, que as pessoas vão se incomodar com a minha presença, que eu vou ter vergonha de contar que já fui reprovada três vezes e alguém perto pode ouvir... E não, não é pudor, é orgulho puro e simples: tudo o que me propus fazer nada vida eu consegui, com esforço, estudo e dedicação. Na prova prática de direção isso não funcionou tao bem. E é duro pra mim assumir que uma coisa que qualquer pessoa, por mais simples que seja, consegue fazer, e eu, não.
Vou dar só mais um exemplo da minha fobia social: odeio cumprimentar pessoas. Não as chegadas, a quem eu já puxo logo para um abraço e tasco um beijo na bochecha (que saudades de abraçar a minha mãe!) mas aquelas com quem eu não convivo muito ou a quem eu não conheço: que terror definir se devo dar a mão, um beijo, dois beijos, um abraço ou só um meneio de cabeça. Geralmente, fico com o meneio de cabeça. Ele me expõe menos.


Pessoas já queridas, desculpem o sumiço, estou sem acesso a blogs no trabalho e um pouco sem tempo em casa. Prometo que logo logo isso estará regularizado. 
Muito obrigada pelos comentários no último post, há dias em que eu acordo sem fé na humanidade, mas já passou e como disse o Mestre " Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei".
Uma ótima segunda-feira pra todo mundo, e uma semana brilhante!
P.s: Acho que eu vou fazer um meme pro blog, que cês acham?

6 comentários:

otilia cristina disse...

FUI LA VER SUA IDADE..MAS NÃO TINHA..MAS PELA FOTO PARECE MUITO MENINA ...QUANTO A ORGULHO TALVEZ NÃO SEJA ORGULHOSA E SIM TIMIDA?! A CUMPRIMENTAR PESSOAS QUE VOCE NÃO CNHECE É NORMAL...SENTIR SE TIMIDA..EU COM PESSOAS QUE NÃO CONHEÇO COSTUMO DIZER BOM DIA ,BOA TARDE,SIMPLES ASSIM...HOJE NÃO VOU MAIS A MESAS CUMPRIMENTAR AS PESSOAS ..DE LONGE ABANO A MÃO ..DOU UM SORRISO SE PRONTO..NO TRABALHO BOM DIA A TODOS...VOU NO SETOR DE CADA AMIGA MAIS CHEGADA ...MAS SEMPRE CUMPRIMENTO TODOS..TIRAR CARTEIRA?REPROVEI 5 VEZES..AOS 18 ANOS...E NUNCA PENSE EM DESISTIR ESSA NEURA SUA É A NEURA DE TODOS QUE ESTÃO LA NAQUELE MALDITO EXAME ...SENDO FISCALIZADAS POR PERITOS GROSSOS MAL AMADOS,DOIDOS PRA GENTE ERRAR E ELES REPORVAREM A GENTE ..PELO NERVOSO DE VER UMA PESSOA QUE MAIS PARECE UM BONECO ..OLHAR A GENTE FAZER MANOBRAS QUE NA MAIORIA DAS VEZES SÃO FACEIS MAS COM UM TROGLODITA OLHANDO FICA DIFICIL ..UM DIA VOCE CHEGA LA MAIS CALMA E PASSA ISSO É CERTO ..SEGUNDO MINHA AMIGA MARIZA QUE REPROVOU 14 VEZES RSRSRS ...AGORA PERDER PESSOAS ISSO É UM ASSUNTO QUE TIRO NOTA 0..NÃO SEI ..JA PERDI UMA MEU PAI E VOU SER SINCERA QUE MORRER ANTES QUE TODOS NÃO QUERO PASSAR POR ISSO DE NOVO JA FALEI COM DEUS TROCO D ELUGAR COM QUEM QUER QUE SEJA PRA NÃO SENTIR ESSA DOR..E NESSA HORA AMIGOS ÃO IMPORTANTES VIU?? E NÃO DIGA NADA...QUANDO ALGUEM PERTO DE VOCE PERDER ALGUEM QUERIDO ..SOMENTE DIGA ..
ESTOU AQUI TA?
MAIS NADA ..TUDO QUE DISSER A MAIS SERA EM VÃO..MAS SEU AMIGO SABER QUE VOCE ESTA POR ALI VAI SER BOM ..
QUERIDA TENHA UMA SEMANA FELIZ..
E TUDO QUE DESCREVEU UM DIA NA MINHA IDADE ..VAI OLHAR COM HUMOR POR QUE VAI PASSAR ..VOCE ESTA COM SAUDADE DA SUA MÃE? EU TO COM SAUDADE DA MINHA FILHA!!
SE VIU??SO MUDAM AS PESSOAS TODOS NÓS TEMOS PROBLEMAS IGUAIS RSRSR

OTILIA
OBRIGADA POR TER IDO NO MEU CANTINHO

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Mayara, vamos lá.. primeiro, podemos combinar de q eu ajudo vc e vc me ajuda, certo? =)

Então, com relação ao episódio da palavra q vc nao conhecia, relaxa... eu acho q demorei bem mais q vc a conhecer o significado da palavra literalmente. =) Até hj meu noivo fala palavras q eu nunva ouvi, e isso é frequente, vou fazer oq? Eu tb sou mto perfeccionista, somos um terror! Eu encho mto o meu saco com cobranças e julgamentos. Sou tão legal com os outros, e nem tanto comigo mesma. Qto a cumprimentar pessoas, querida, um aceno de cabeça tá mais q bom, depois de 10 segundos a pessoa nem lembrará daquela cena. Mtas situações inesquecíveis q carregamos conosco, a maioria das pessoas nem lembra mais... A gente exagera, essa é a verdade. Sim, eu gasto mto tempo do meu dia imaginando situações em q eu me saio mal.. lembra da minha nóia de desmaiar em público? Pois é, mas decidi fazer duas coisas: 1. nao alimentar esses pensamentos. 2. Tirar uns minutos do meu dia, deitar na cama e visualizar imagens positivas. Dizem q isso faz bem e funciona. E outra, quem se sente bem ao ter q ir a velórios ou dar os pesames a alguem? Eu fujo de velorios, é um ambiente mto pesado pra mim. Nao gasta tempo pensando nisso nao.. Ah, qto a auto-escola, saiba algo sobre mim, eu só passei na terceira vez, e msm assim, nem sei como, eu tava tao nervosa, fiz td doido, o avaliador mandou até eu parar a prova, mas nem ouvi e fiz ate o final, nao sei pq, mas eu passei. Eu ja estava morta de vergonha, até pq minha irmã mais nova passou de primeira.. Mas sabe, eu digo a todo mundo q passei na terceira, ligo nao. Sem falar q até hj eu nao sei fazer baliza direito, então, se eu estiver sozinha, eu não faço, simples assim. Mtas vezes paro o carro bem longe de onde quero ir, ando um bocado. Outras vezes qdo tenho q fazer uma manobra mais complicada e tem pessoas olhando, suo toda, fico morrendo de calor, mas sabe no q me concentro? "nao tô nem aí", com tantas pessoas q dirigem mal por pura falta de educação e respeito, oq é q tem se eu errar sem querer?? Já aguento tanta coisa no transito...

Bom, é isso. Eu não te conheço bem, mas nao acho q vc seja "desajustada", veja bem, vc parece ser uma boa filha, trabalha, tem seu proprio cantinho, cria sua gatinha, vc é mto ajustada, só não é perfeita. Nem eu.

Beijos e uma otima semana pra vc tb!! :)

Suzala Moura disse...

ô May, todo mundo tem o seu lado "desajustada"...eu tb tenho o meu. Mas não se cobre tanto...por algum acaso vc é virginiana?? pq se não é, parece....perfeccionismo é bom em algumas situações, mas em todas, atrapalha e muito...tente ver até as gafes com mais leveza...beijos, linda e boa semana!

Palavras Vagabundas disse...

Mayara,
você me parece antes de tudo tímida! Gafe todo mundo tem uma lista a diferença é que ninguém se tortura com isso. Ficar perdendo tempo com situações hipoteticas é um atraso de vida, para você! Não sofra de véspera, espere chegar o problema e depois tente resolver. Eu fui reprovada 3 vezes, dirijo a mais de 30anos e até hoje não sei fazer baliza direito, por isso sempre procuro um estacionamento (eles tem manobrista), vergonha? Nenhuma.
Se você não se jogar na vida a vida passa por você!
bjs carinhosos
Jussara

Adriana Alencar disse...

Olá Mayara!!
Os comentários acima já auxiliam muito a sua situação, mas eu gostaria de fazer uma sugestão. Como, provavelmente, você deve ser jovem e está passando por uma crise existencial e, com certeza, tem mais indagações do que as que descreveu aqui, seria muito interessante ter alguém em quem pudesse confiar para analisá-las com você e tomar as medidas necessárias para modificar o seu pensamento, se for preciso. Isso não pode ser feito virtualmente em poucas palavras em um blog, embora muitas vezes eles sejam usados como desabafo, não substituem uma boa conversa. O ideal seria procurar um psicólogo e iniciar uma terapia, existem profissionais disponíveis na rede de saúde, se economicamente não for viável para você. Algumas pessoas preferem um orientador espiritual, como um padre ou um pastor, acho válido, mas não tão eficaz. Ninguém precisa saber que você tomou uma decisão assim, talvez apenas seus pais, apesar de não ser nenhuma vergonha procurar ajuda quando não se sabe por onde ir.
Estou com problemas para visualizar a sua barra lateral direita, está um pouco escuro, talvez seja no meu computador, mas dê uma olhadinha.
Beijo
Adri

patty disse...

Oi Mayara! Vim aqui retribuir a visita. Fazia tempo que eu não passava aqui, pois estava viajando. Tb sou meio desajustada. Já fui pior, mas aconteceu uma coisa que me fez pirar de vez. É, de um extremo a outro... O que não suporto é fazer ligações telefônicas. Nem para telentrega eu faço, peço para alguém. Achei que fosse só eu! Tenho verdadeira fobia de telefone.
Sobre não esquecer as gafes... eu não esqueço mesmo, mas conversando com uma colega, chegamos à conclusão de que era coisa de capricorniana. Vc não é de capricórnio, por acaso? Ah, ah! Bjs.