sábado, 14 de maio de 2011

Quando a vida começa a pesar

 

Eu sempre fui gordinha. Não adiante, talvez na infância eu tenha tido umas pernas mais cumpridas e finas, mas a verdade é que desde os meus 12 ou 13 anos, eu sempre estive acima do peso. Engraçado que eu achava que estava enorme quando comecei a usar 42... Se eu tivesse parado por aí, não haveria problema, a questão é que agora eu estou obesa, de IMC e tudo e preciso mudar minhas atitudes. Sabe aquela pessoa que simplesmente não percebe que engordou? Eu sempre me achei bem, e usei a teoria do "enquanto meus peitos estiverem maior que minha barriga, tá tudo bem", só que não está tudo bem: meu corpo não está conseguindo mais suportar meu estilo de vida. Tem coisa mais difícil de mudar do que nossos próprios hábitos e crenças? Eu adoro comer, como por prazer, é quase programa de fim de semana: churrasco, massas, tira gosto, chocolate, tudo o que eu não deveria, mas sempre pensei que o meu prazer vale mais do que estética. E vale mesmo, continuo não odiando meu corpo, nem fazendo muita questão de mudar, só que agora, o problema é minha saúde. Não se trata mais de desafiar a opinião alheia sobre o que é bonito ou não, não se trata de auto-estima ou satisfação pessoal: o problema em sí, diz respeito a trigliceres, colesterol e outras coisinhas irrelevantes mas que acabam afetando a qualidade de vida, como o fato de eu precisar perder 16 quilos para entrar na fase "sobrepeso". DEZESSEIS? Puxa, como eu engordei tanto e não vi?! Vai ver que o fato de nunca ter ligado a minha felicidade ao peso tenha colaborado, e o fato do namorido me preferir mais reconchuda não ajuda em nada - para vocês terem uma idéia, eu engordei 17 quilos depois que nós começamos a namorar, ele continua do mesmo tamaninho, e na mesma calça tamanho 40 rsrs
Hoje em dia, tem um grande movimento pelo respeito à individualidade,  e várias marcas antenas no "crescimento" da população já lançaram linhas especiais, as chamas "plus size", mas mesmo assim, comprar roupas é uma experiência aflitiva: quer um exemplo? Entrei em uma loja de vestido de noivas esses dias, antes de me dar bom dia a vendedora falou: 
-Não temos vestidos do seu tamanho!
Eu saí da loja esbravejando, colocando fogo pelas ventas como dizem por aqui, mas depois o que fica é um sentimento de mágoa. Me parece que a maioria das pessoas pensa que gordo é gordo porque quer. 
Gente! Emagrecer é uma coisa difícil e sofrida, ainda mais quando toda a sua genética vai contra e você prefere livros à esporte. Mas eu tenho me esforçado, juro. Estou fazendo uma reeducação alimentar, fiz matrícula no pilates, caminhada, drenagem linfática e até simpatia rsrsr Acho que estou no caminho certo: tentando mudar meus hábitos e a maneira de pensar, mas seria legal um pouco de simpatia. Namorido, magro como caniço, inventa todo fim-de-semana sanduíche, lazanha ou pizza. Me fortaleço quando consigo resistir, mas isso é tão raro... Acho que finalmente me convenci que dietas malucas não funcionam, ou passei da fase que conseguia enfrentar um dia inteiro só comendo abacaxi, e deu me livre da dieta da sopa!
Sabe o que fica mais complicado pra mim? Eu não me vejo mal! Quando olho no espelho, acho que eu pareço simpática e gosto do meu corpo, talvez eu tenha anorexia ao contrário, será que isso existe? Não enxergar quase vinte quilos a mais, só pode ser isso!Alguém já viu isso em outra pessoa? Mas alguém sofrendo com o excesso de peso? Me contem, me animem! rsrs

3 comentários:

patty disse...

Vou dizer uma coisa: uma vez a nutricionista me disse que eu não poderia esperar perder peso rápido, pois eu não tinha engordado 10kg em um mês, né? Eu disse para ela que sim, eu sou capaz disso. E pior é que nem noto, igual a você. Só vou achando que as roupas estão encolhendo. Bom, estou de volta à dieta, mas procuro não pensar nisso, pq pensando, me desanima! Por enquanto, está dando certo.
E para aquela vendedora, vc poderia ter dito que o vestido não era para vc, era para uma amiga que veste 38, mas agora ia dizer para a amiga não comprar nada nessa loja. Eu teria inventado isso, só de maldade:)

Palavras Vagabundas disse...

Mayara,
infelizmente um grande excesso de peso, pesa na saúde! Reeducação alimentar é o caminho, pois emagrece devagar e ajuda a manter. Não tinha um grande sobrepeso, mas o colesterol gritou, a pressão subiu....fiz reeducação a mais de 10 anos e tenho mantido o mesmo peso até hoje, lógico que existe temporadas com variação de 1 ou 2kg, mas o saldo saúde foi ótimo, não tomo nenhuma medicação para colesterol ou pessão, mantenho na base de alimentação e exercício (2x por semana). Força, no começo é meio sofrido mas depois e tudo de bom e da para comer de tudo.
bjs
Jussara

Apenas um lugar para ser ✿Lis disse...

Oi Mayara, eu tava com saudades daqui, mas voltei. :)

Bom, pra começar, que grosseria dessa vendedora, meus Deus! Eu sou magra, sempre fui, não gosto mto de comer, sou magra porque minhas porções são pequenas, não sou magra de ruim, certa vez fiz uma dieta hipercalórica e ganhei 5 quilos, mas perdi tds eles depois... Minha irmã é o inverso, ela adora comer, sempre foi gordinha, por mtos anos lutou contra a balança, fez mtas dietas, emagrecia e depois engordava tudo, mas ela está super bem hj, ela fez 3 coisas:

1ª Disse não as dietas. Apenas diminuiu as porções de td oq comia.
2ª Passou a fazer caminhadas ao ar livre.
3ª Fez terapia para controlar a ansiedade que a fazia comer vários pacotinhos de biscoito e doces.

Ela não é magra, mas tem um corpo ótimo, se permite engordar 3 ou 4 quilos as vezes, mas não deixa a coisa desandar.

Espero q essas dicas tenham te ajudado! Bjos!