quarta-feira, 23 de novembro de 2011

I Desafio de leitura


 Eu sempre gostei de ler. Uma das primeiras lembranças que eu tenho é a de ficar deitada de bruços no sofá de couro marrom da minha antiga casa, com meus livros coloridos, as mãos segurando o queixo e as pernas para o ar. Desde os três anos a minha vida é assim: de bula de remédio a propagandas em muros, da Bíblia a livros infantis, passando por embalagens de shampoo no banheiro e trechos conhecidos, tantas vezes repetidos que foram decorados.
Como ávida leitora, posso dizer que existem autores, e história que nos marcam, e fazem com que vivamos as situações, e, muitas vezes, transformamos os personagens em companheiros, de tal forma, que dói quando nos separamos: as páginas têm sempre um fim. Foi assim quando eu acabei de ler Pássaros Feridos pela primeira vez, e assim também foi na semana passada, quando acabei de ler “O Reencontro” da Rosamunde Pilcher. Mas não quero falar desse livro agora.
Há uns dois meses, eu li “Miss Brontë” da Juliet Gael, sobre a vida das irmãs Brontë, o que me fez lembrar como eu adoro romance de costumes. Eu sempre amei a Jane Austen, “Orgulho e Preconceito” deve ser meu livro de cabeceira desde menina, mas nunca havia parado para pensar na proximidade dos romances dessas autoras, que apesar de não serem exatamente contemporâneas, desvendar as nuances e tramas da sociedade na qual estavam inseridas.
Fato é que eu sou péssima para lembrar de nomes e detalhes: posso amar uma banda, sem saber o nome de todos os álbuns ( isso deixa o marido louco) ou ver sempre filmes com uma mesma atriz, e não fazer ideia do nome dela. Assim, eu conhecer a obra de determinado escrito, não significa que eu conheça a biografia, e “Miss Brontë” foi um tapa na minha cara: conhecer a história de vida de Charlotte, Anne e Emily, assim como suas personalidades, fez com que eu tivesse outra perspectiva sobre o seus livros. Eu sei, eu sei que “Miss Brontë” é um romance, porém, tudo indica que a autora se manteve o máximo possível sobre os fatos das vidas as três, de forma que isso não invalida a minha proposta: ler um livro de cada uma, tentando encontrar a autora por trás da obra.
Para começar a jornada, passeando no sebo essa semana, comprei “A preceptora” da Anne Brontë ( o título original é Agnes Grey, não sei porque essa tradução esdrúxula), “Jane Eyre” da Charlotte Brontë e vou reler “O morro dos ventos uivantes” da Emily Brontë, com o qual tenho uma história de amor e ódio: a primeira vez que li, há uns dez anos, amei o livro, quase ficou na cabeceira, mas quando tentei ler de novo no começo do ano, antipatizei com todos os personagens e não consegui ir adiante.
Enfim, espero que vocês gostem da ideia, quem sabe alguém não adere ao desafio! :)

Update: Só para resumir o desafio, a ideia é ler os três livros, "A Preceptora" (Agnes Grey);  "Jane Eyre" e  "O Morro dos Ventos Uivantes" até o dia 29/02/2012. Se alguém topar, é só deixar um comentário avisando. Até agora, encaramos o desafio eu e a Patty, do Tanta Coisa!, que falou sobre o desafio aqui.

7 comentários:

Suzala Moura disse...

May, isso temos em comum...adoro ler...e estou louca pra ler esse livro, espero que agora nas férias eu consiga, ne?? beijos e ótima dica!

patty disse...

Não entendi bem o desafio... é ler O Morro dos Ventos Uivantes ou é ler Miss Brontë? A essa hora, meu cérebro já está cansado demais. Está quase na hora de ver tv para poder descansar o cérebro e depois.... ler.
Com uns 3 anos eu comecei a lutar para ler. Meu pai achava que era muito cedo, então eu aprendi a ler de cabeça para baixo, filando o jornal dele:) Ou ler outdoors. Livros de adultos mesmo, na falta de coisa melhor. Acho que isso refina o gosto!
Bjs.

Tati S.S. disse...

Oi, Mayara
Obrigada pela visita !
Olha, sou super parecida com vc nesse quesito leitura : também amo ler. Ás vezes estou no ônibus e se alguém está lendo alguma coisa, eu leio junto, rsrs. Amo tb esses romances de costumes, e tb não sou boa de memória. Já li muitos livro, que nem sei o título ou autor.
Fica na paz !

patty disse...

Ok Mayara, agora relendo e com suas explicações por email, eu entendi o desafio e estou a fim de encarar. Mas vc tem que colocar um prazo, para ficar com cara de desafio mesmo. Até o final de janeiro, ou um por mês, algo assim.
Fui no Skoob agora e consegui Jane Eyre, mas não consegui A Preceptora, é o único que falta para mim. Será que no seu sebo não tem outro volume aí não? Hum? Olha que eu tô a fim de trocar um velho por um novo:)
O "MOrro..." eu tenho.
Não pode falar em desafio perto de mim, eu sou competitiva demais.
A autora de Apátrida escreveu outro livro, vc viu? Ela deixou um recado para mim no Skoob. Simpática!
Bjs.

Palavras Vagabundas disse...

Mayara, até gostaria de participar, mas nem mesmo o Desafio Literário 2012 eu vou fazer, tenho um comprometimento de trabalho até julho/2012 que não me permitirá. Vou continuar lendo (parar não dá, né?) mais lentamente e sem compromisso, até mesmo no blog eu passarei a postar só uma vez por semana a partir de janeiro.
Gostei do desafio vai em frente e post suas impressões.
bjs
Jussara

AnaCristina disse...

oi mayara....eu sigo e acompanho o blog da patty ha algum tempo e ela tem me incentivado a ler...eu sempre gostei de ler tambem mas confesso que de uns tempos pra ca ando muito preguiçosa para a leitura! mas a patty me mandou 2 livros pelo correio e eu ja li um deles, estou lendo o segundo e estou muito empolgada para participar desse desafio que voce propos! patty é minha incentivadora e inspiradora no assunto leitura! e vim conhecer seu blog....fiquei super mega hiper surpresa....da uma espiadinha no meu blog pra saber porque rsrrsr bjo bjo

Adelaide Araçai disse...

Menina realmente é um desafio...eu li o Morro dos ventos uivantes a pouco tempo atras (quando tinha meus 13 anos)....kkkk Vou tentar conseguir os livros antes depois te conto se vou participar...amo ler... e também como você leio o que cair na mão, uns com mais amor, outros com maior restrições. E também desconheço a maioria das discografias de meus compositores preferidos e o curriculo de meus atores diletos, que dirá o restante...rsrs

Abraços