quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Coexista


 Em momentos de tribulação, é normal questionarmos nossas escolhas, nossos valores e até quem somos. Para esses dias, só um conselho me vem a mente:"durma em cima do problema". No fim, não são os meus valores que estão errados: não poder ser errado querer ajudar ao outro, ou ser leal. Também não deve ser muito inesperado esperar dos outros o que nós faríamos:só é frustrante. Se eu acho que o problema não tem tamanha dimensão, se eu vejo que o problema é mais o orgulho ferido do que o acontecimento em si, o que posso fazer? Eu nunca brigaria por uma coisa que eu nem quero de verdade. Na verdade, e isso talvez seja ruim, são poucas as coisas na vida pelas quais eu brigaria: amigos, família, meu amor. Nada mais vale a pena: eu vivo sendo passada para trás, porque, ao contrário do que eu aparento, eu sou ingênua. Acredito que todos me tratam com o mesmo caráter que eu os trataria. Depois de refletir muito de ontem para hoje (e de me afundar em chocolate) chego a conclusão de que tudo se resume a história do mendigo: eu doo para a comida, se ele bebe ou usa drogas, é um problema dele, eu fiz a minha parte - doar de bom coração.
Não vou duvidar de que minha mãe me incutiu valores universais que deveriam ser incutidos por todas as mães:  se o mundo é dos espertos, talvez não seja meu, mas eu nunca quis ser dona dele, só coexisitr.


Ps.: Todo mundo continua perguntando por quê meus olhos parecem tristes. É só cansaço.

Ps2: Patty, seu chocolate para chocolate quente é mágico, faz a gente se sentir melhor :)

3 comentários:

patty disse...

Mayara, eu faço a minha parte, se o outro se acha esperto, problema dele. Eu durmo com a minha consciência tranquila. Não vou mudar. Outro dia um homem me pediu um troquinho para comida; eu dei. O que ele vai fazer com o dinheiro é problema dele. Concordamos com isso, pelo que eu entendi. Não vá perder seu sono tentando consertar o mundo, que não tem jeito. E sim, eu disse que esse chocolate era maravilhoso. Com chantilly então, é uma perdição. Bjs.

Kinha disse...

Nessa de esperar que os outros ajam como agiríamos é que nos decepcionamos.

Adelaide Araçai disse...

Se isso alivia...Eu faço a minha parte como pessoa, e estou tentando incutir em minha filha os mesmos valores....Mas para que exista a luz faz-se necessario a escuridão. Por isso creio o mundo É assim e não vai mudar nunca, nós podemos apenas fazer o NOSSO melhor, sem esperar o retorno imediato. O retorno sempre vem, mas por vezes demora um pouco. Por isso aquele que não está agindo de acordo....uma hora estará reclamando sem saber o motivo das coisas que acontecem, mas é tudo consequencia.

Muita Luz e Paz
Abraços