segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Desastre -S. G. Browne


Confesso que sou do tipo que julga o livro pela capa. Algumas capas são tão bem-feitas  que mal posso esperar para ler se a história é tão boa quanto! Como se diz aqui em Minas, às vezes dou umas varadas n'água, acho até que fazem capas maravilhosas para livros ruins para pessoas como eu. Pois bem: eu queria ler esse livro desde a primeira vez que vi a capa e não me arrependo!

Pensem em uma escrita irônica, leve e ao mesmo tempo crítica a nossa sociedade consumista: é essa! Eu ri, chorei, e ainda não tenho certeza se gostei do final. Mas recomendo para vocês, e até empresto para que quiser ler. Quando eu vi a sinopse desanimei um pouquinho, mas insistam, vale a pena!

"Imagine um mundo onde os sentimentos, caminhos e valores dos seres humanos são comandados por entidades superiores, o destino pode ser traiçoeiro. O jovem escritor americano S. G. Browne imaginou e escreveu uma nova mitologia, em que os sentimentos, pecados e caminhos do ser humano são guiados por seres extravagantes, egoístas e muitas vezes irresponsáveis.

O Narrador da história é Fado, um imortal que designa sinas aos homens, mora num apartamento de luxo em Nova York e veste uma atraente roupa humana. Solidário com seus clientes e apaixonado por uma vizinha, passa a burlar suas tarefas, alterar destinos e bagunçar as coisas no reino dos Céus. Com um texto leve, hilário e muito atual, Desastre vai fazer você repensar suas escolhas, acreditar no poder do amor, e descobrir que até a Morte não é assim tão má pessoa."



2 comentários:

Patricia Helena disse...

Eu amei esse livro! Quero ler de novo ainda esse ano.

Adelaide Araçai disse...

Já acho que a morte pode ser uma amiga querida em determinadas situações...e a forma como você descreveu dá vontade de ler. Ele já está na minha lista desde que a Patty falou nele...Agora vou colocar mais uma estrelinha...rsrs

Abraços