terça-feira, 24 de julho de 2012

Teorias da Mayara


Assim como todas as pessoas ( eu imagino), eu também tenho teorias que não tem o mínimo embasamento científico (que eu saiba) mas que tenho certeza de serem verdades. Por exemplo, eu sei que é possível analisar a personalidade de uma pessoa somente conhecendo qual o tipo de chocolate preferido dela. Ou mais: energia solar não funciona tão bem quanto dizem, mesmo que todos afirmem - já vi gente tomar banho frio no inverno pois o sistema não funcionou, o que só confirmou essa impressão. Além disso, eu acredito que enquanto ficamos mais velhos, ficamos também mais bregas: algo a ver com parar de ligar para o que os outros pensam e usar o que realmente gostamos, mesmo que sejam roupas com estampas de toalha de mesa. São várias as teorias que eu tenho, sobre tudo, sobre todos e sobre as coisas mais absurdas: a verdade é que eu passo muito do tempo criando ideias mirabolantes, justificativas para ações de todo mundo, incluindo as minhas mesmas. É estranho? Vocês também têm ideias para coisas que não precisariam? Me contem!

4 comentários:

Ana Cristina disse...

essa teoria da energia solar eu ja desconfiava! quanto a ficarmos mais velhos e mais bregas, to de pleno acordo rsrs como vi outro dia no face, eu to igual chuveiro velho: nao to nem ligando e se ligo nem esquento! rsrs

Adelaide Araçai disse...

Eu, também tenho várias, estou justamente falando sobre meus pensamentos "diferentes" no post de amanhã...rsrs Gente e eu achando que era única....
Sabe eu tenho duas teorias que já comprovei na prática com conhecidos
- filhos de pais separados se separam com maior facilidade
- mãe solteira em quase 90% dos casos é filha de mães que engravidaram antes de casar ou são mães solteiras.

Muita luz e Paz
Abraços

patty disse...

Eu tenho as mesmas teorias da Adelaide. Essa sua das roupas é engraçada...
Bem, eu tenho outra, a minha família já acostumou com ela: dependendo da voz da pessoa, eu gosto ou não dela. Sò preciso escutar a voz UMA vez. Se a pessoa tiver um determinado tom de voz, eu não deixo nem passar pelo portão da minha casa - nem cumprimento. Ou seja: para mim, a voz está relacionada ao caráter. Uau. Até agora, sempre funcionou.
O pior é que eu custei para me dar conta. Eu olhava para a pessoa e não gostava, não sabia por quê. Há uns 2 anos eu comecei a me dar conta que era o tom de voz.
Difícil é a vida.
Bjs.

Bruno Andrade disse...

Acredito que as teorias da Adelaide até tenham embasamento científico. Creio que já li algo sobre, mas nem me recordo mais... e concordo!

Sobre as minhas próprias teorias, são esdrúxulas e não tenho coragem de compartilhar a maioria. Mas gosto de um delas que é a de que pessoas que têm (e cuidam bem de) bichos de estimação e plantas são legais! Até hoje ninguém me provou o contrário, e olha que conheço muita gente.

Tem uma frase que cresci ouvindo minha avó falar: "Planta e cria, e terás alegria". Talvez eu ache essas pessoas legais porque elas são alegres... vai saber!